assine

Newsletter

17 04

Conheça Tobby: o cão que incentivou seu tutor a cuidar da saúde

Publicado em 17 de Apr de 2017 por Victoria Bassi Comentar

O cachorro foi o responsável por conseguir fazer com que o tutor se exercitasse

Texto Stéfanie Rigamonti | Fotos Arquivo pessoal | Adaptação web Victoria Bassi

Com a finalidade de restaurar e manter a saúde corporal e mental dos pacientes, muitos médicos recomendam a prática de exercícios físicos periodicamente. Contudo, algumas pessoas não seguem essa prescrição por diversos motivos, como a falta de tempo ou indisposição. Por outro lado, os pets também precisam, por orientação dos médicos veterinários, realizar atividades diárias, e é aí que eles acabam incentivando seus donos a acompanhá-los em práticas saudáveis, que proporcionam inúmeros benefícios e bem-estar para ambos. O químico Washington Yamaga é um exemplo de alguém que conseguiu incluir atividades físicas em sua rotina graças ao seu companheiro peludo, o Tobby.

SEM TEMPO PARA PASSEAR

Há oito anos, por complicações no coração, Yamaga teve de passar por um procedimento de revascularização; já em 2012, precisou abrir suas artérias cardíacas com stent, uma prótese em formato de tubo. Desde então, sua médica prescreve a prática diária de exercícios físicos, como caminhadas ou a ida à academia. Contudo, por falta de tempo, essa recomendação era negligenciada por ele, até que, há alguns meses, sua família precisou mudar de residência e deslocou-se de uma casa para um apartamento.

 

 

 

MANTER A SAÚDE EM DIA

O Tobby, cão da família que era acostumado com um amplo espaço para correr e brincar, a partir da mudança, passou a ficar restrito a um ambiente bem mais limitado. Por conta disso, sua veterinária orientou que ele passeasse todos os dias, para evitar que o peludo ficasse entediado, com depressão ou corresse o risco de contrair doenças. O resultado é que Yamaga se tornou responsável por essa tarefa e, por isso, agora consegue seguir o conselho da profissional de caminhar pelo menos 40 minutos por dia. “Percebi que isso está me fazendo muito bem. O Tobby caminha rápido e com bastante energia; parece que ele é que está me levando, e não eu que levo ele. Hoje noto os benefícios dessa prática: volto do passeio mais disposto e satisfeito por ter feito um bem a ele e a mim”, conta o tutor.

TOBBY É ESPECIAL

O Tobby foi encontrado pela esposa de Washington em frente a um espaço de eventos onde ela trabalhava, há 12 anos. Como o cachorro estava abandonado, ela decidiu resgatá-lo e adotá-lo. O peludo sempre foi apaixonado pela tutora, por quem alimentava maior carinho entre os moradores da casa– o casal e seus dois filhos. “Agora que passeio com ele, contudo, percebo que nossa proximidade é bem maior. Ele virou meu amigo e meu companheiro de caminhada. Quando demoro para levá-lo, fica latindo muito, mas é só eu aparecer que ele não para de pular de alegria”, orgulha-se Washington.

Revista Meu Pet Ed. 47

Comente!