assine

Newsletter

a aa
08 11

Galinhas também podem ser de estimação

Publicado em 08 de Nov de 2017 por Victoria Bassi Comentar

As fofas penosas são animais de estimação ideais para quem busca uma vida mais rural

Texto Deisy de Assis | Foto Divulgação | Adaptação web Victoria Bassi

De acordo com o veterinário especialista Felipe Facklam, esse pet passou pelo processo de domesticação há milhares de anos, quando se pensava no animal como fonte de alimento e uso das penas para a escrita antiga. Só mais tarde a galinha passou a ser criada como de estimação. Por ser dócil (exceto quando está chocando ovos) e inteligente, a empatia por ela foi instantânea. Além disso, ela costuma se apegar aos donos e interagir carinhosamente. “Com a crescente urbanização e o distanciamento do homem das áreas rurais, a criação de galinhas como animal de companhia foi vista como uma alternativa para promover a sensação de ‘vida no campo’ pelo homem urbano”, argumenta Facklam.

Portanto, sendo de convívio íntimo com os humanos, elas não precisam de autorização do IBAMA para serem criadas em casa e podem ser adquiridas de vendedores legalizados.

A professora Aparecida de Lourdes Mason é apaixonada por animais desde a infância. Em sua casa, na região de Campinas (SP), os cães, gatos e tartarugas dividem a atenção dela com as cinco galinhas: Kika, Dengosa, Fifi , Patá e Boneca. No galinheiro mora também o galo Kiko. “Eles são meus amores, muito dóceis. São da família”, diz Aparecida. Ela conta que tudo começou há alguns anos, quando ganhou um casal. “Eles foram procriando e eu cheguei a ter cerca de 20 galinhas”, comenta. Aparecida, que é também vegetariana, cuida do galinheiro todos os dias pela manhã. “Nessa hora elas ficam perto, como se quisessem mostrar reconhecimento pelo meu cuidado.” Periodicamente ela ainda administra vermífugo e vitaminas aos pets.

Revista Meu Pet Ed. 30

Comente!