assine

Newsletter

17 05

Saiba o que fazer caso seu pet leve um choque

Publicado em 17 de May de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Fios e cabos elétricos podem ser um grande perigo para os curiosos animais domésticos

Texto Mário Marcondes | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

Em geral as pessoas acreditam que seus pets estão seguros em casa quando saem para trabalhar. Mas o que poucos sabem é que muitas das emergências atendidas nos hospitais veterinários são decorrentes de acidentes domésticos que ocorrem justamente quando o bicho está sozinho no lar. Entre eles, o choque elétrico é um dos mais comuns, principalmente entre filhotes. Portanto, saber identificar os sintomas e como prevenir o quadro é fundamental.

Na hora do choque

Como em toda emergência, devemos manter a calma para que possamos auxiliar nosso melhor amigo. Os pets usam a boca para tudo, logo, é preciso observar se há queimaduras nos lábios ou perto do focinho. Depois, lave a parte afetada com água corrente fria para diminuir a temperatura da área queimada. Em seguida, enxugue a região com uma toalha e leve o mascote a um médico veterinário. Animais que recebem choque podem ser acometidos por edema pulmonar e ter falta de ar em consequência disso, portanto, é provável que o pet fique internado em observação.

Sempre alerta

É preciso encarar os mascotes como crianças, com a diferença de que eles vão estar nessa condição a vida inteira. Por isso, numa casa com pet, as tomadas devem ser protegidas com acessórios específicos para crianças.

Outra medida importante é, antes de sair de casa, observar potenciais riscos, como fios soltos, desencapados ou até mesmo montes de fios atrás de móveis. No momento ocioso, os pets podem achar divertido brincar e roer. Restrinja o acesso do peludo a locais em que você não consiga esconder todos os fios e espalhe brinquedos próprios que o estimulem a se divertir sem correr riscos.

 

Fonte: Mário Marcondes é médico veterinário e diretor clínico do Hospital Veterinário Sena Madureira (www.senamadureira.com)

Revista Meu Pet Ed. 48

 

Comente!