assine

Newsletter

a aa
09 10

Tudo sobre a história da raça pit bull

Publicado em 09 de Oct de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Os fortes e agitados peludos, geralmente associados a agressividade, podem ser companheiros incríveis se educados com firmeza

Texto Samantha Melo | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

O Pit Bull está entre os cães que mais geram polêmica no mundo animal, uma vez que carrega o estigma de agressivo. Contudo, criadores, especialistas e apaixonados defendem ferrenhamente a personalidade amável desses mascotes e tentam combater o preconceito infundado.

Independentemente de seu temperamento, o American Pit Bull Terrier, verdadeiro nome da raça, de fato, foi criado para ser de combate. Ele surgiu nos Estados Unidos, no século 16, de uma mistura de ancestrais dos Buldogues e dos Terriers. A intenção era unir a esportividade do Terrier com a resistência do Buldogue, dando origem a um cachorro forte e atlético, ideal para rinhas. Com o tempo, suas características encantaram fazendeiros, que os utilizavam para proteção e caça. Logo depois passaram a ser companhia de suas famílias, pois perceberam como eles podem ser amorosos e confiáveis.

No decorrer dos anos, a popularidade deles oscilou de acordo com o seu uso em brigas, mas atualmente muitas pessoas já os veem como fofos companheiros. São comumente confundidos com outras duas raças de cães: o American Stafforshire Terrier e o Staffordshire Bull Terrier.

Revista Meu Pet Ed. 43

Comente!