assine

Newsletter

a aa
13 11

Conheça a personalidade do enrugadinho Shar Pei

Publicado em 13 de Nov de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Conhecidos por suas adoráveis dobrinhas, estes peludos são silenciosos e calmos, além de superprotetores e muito afetuosos

Texto Samantha Melo | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

A carinha de triste do Shar Pei, um dos cães mais enrugados que existem, não deve assustar quem está em busca de um pet para encher a casa de alegria. Esses mascotes são brincalhões, companheiros e estão sempre cheios de amor pra dar, embora possam ser possessivos se não educados corretamente. Apegam-se facilmente aos donos e, por isso, não é recomendável que fiquem muito tempo sozinhos.


Não se sabe ao certo qual é a origem do Shar Pei, mas há indícios de que a raça tenha surgido na China por volta do ano 206 a.C. – obras de arte do período, que ficou conhecido como Dinastia Han, já retratavam o animal. Nessa época, os peludos lembrados pelo charme das dobrinhas teriam sido guardadores de rebanhos, além de protagonistas em um esporte popular entre os chineses – o combate.


Naquela época, eles eram bem maiores que os de hoje, mas há uma passagem triste na história da raça. Com a Revolução Comunista de 1949, os chineses passaram a considerar um luxo desnecessário ter um cachorro que não fosse usado para caça. Vítimas da desnutrição, eles foram diminuindo gradualmente com o passar dos anos. Atualmente, criadores tentam recuperar a força desses lindos mascotes.

Comente!