assine

Newsletter

18 04

Você viaja bastante? Saiba o que fazer para que seu pet não fique tão triste

Publicado em 18 de Apr de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Confira os cuidados que você deve ter para que seu pet não fique tão triste quando você for viajar

Texto Luciana Faria/ Marcos Fernandes | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi

A ansiedade de separação é um problema comum nos dias de hoje, especialmente pelo fato de o animal estar sofrendo intenso processo de humanização pelos seus tutores. Esse tipo de relação faz com que o mascote viva de forma muito próxima e dependente dos seres humanos. E é essa dependência que precisamos diminuir! Há várias formas de amenizar o problema:

1. Utilizar a homeopatia e a terapia floral.

2. Deixar uma roupa com o seu cheiro disponível na caminha do pet.

3. Evitar despedidas prolongadas.

4. Minimizar o apego tanto do animal com o tutor como do tutor para com o animal.

5. Diminuir a humanização, por exemplo, levando o cão para se socializar com outros cães em uma creche, fazendo com que ele dê vazão aos seus instintos naturais.

 

*Marcos Eduardo Fernandes, veterinário homeopata,

psicanalista e mestre em saúde pública pela USP (SP).

Comunicador da Rádio Mundial (95,7 FM) no programa

Saúde Animal. Mande sua dúvida para: meupet@escala.com.br

Revista Meu Pet Ed. 47

Comente!