assine

Newsletter

a aa
14 08

Entenda o papel da recompensa no adestramento de cães

Publicado em 14 de Aug de 2017 por Victoria Bassi Comentar

Sabia que a recompensa tem um papel superimportante na educação do seu pet? Confira

Texto Alexandre Rossi | Foto Shutterstock | Adaptação web Victoria Bassi


Educar os nossos animais é uma tarefa que requer paciência e persistência. Não há segredos, mas o que faz a diferença é o uso de técnicas e treinos adequados. No método que usamos na minha empresa, Cão Cidadão, que se chama Adestramento Inteligente, aplicamos o conceito de reforço positivo nos treinos, ou seja, recompensamos o pet pelo comportamento que desejamos que aumente de frequência. Já se ele se comportar de forma diferente, ignoramos e mostramos o caminho certo. A cada avanço, recompensamos, para deixar claro qual atitude gera mimos.

Os melhores agrados

Você deve estar se perguntando o que é ideal usar como recompensa. Bem, o mais importante é que o tutor conheça bastante o animal para identificar o que o motiva. É comum que seja algum item alimentar, como petisco, mas, dependendo da situação, a motivação do mascote pode mudar. Confira algumas sugestões que costumam funcionar:


• petiscos próprios para cães e alguns alimentos naturais (consultar o veterinário ou nutricionista);

• coisas interessantes durante o passeio, como arbustos ou postes (exemplo: se o cão não puxar a guia, falamos “muito bem” e o deixamos cheirar aquele canto que deseja);

• bolas em geral, brinquedos que soltam comida, ossos de nylon duro e garrafas com petiscos dentro;

• coco verde para os cães maiores que destroem objetos.

Opções não faltam! Você precisa apenas descobrir que recompensa mais agrada seu pet. Com o tempo e os treinos, os animais passam a adotar vários comportamentos que foram ensinados!

Fonte: Alexandre Rossi, comportamentalista animal, zootecnista e fundador da Cão Cidadão (www.caocidadao.com.br)

Revista Meu Pet Ed. 49

Comente!